Bg Site 5.png
profissionalização.png
 

O Brasil apresenta milhões de pessoas em situação de desemprego e subemprego. Com o avanço das novas tecnologias e a modernização da produção, cada vez mais, no mundo globalizado, está sendo requisitado pelo mercado profissionais com novas competências, o que requer acesso à formação de qualidade, nem sempre possível para todas as pessoas, que, são, portanto, colocadas à margem do sistema. Em verdade, são escassas as ações de inserção econômica e social das populações urbanas de periferia. Na SETE, buscamos superar essas dificuldades a partir de três importantes ações: a Escola de Costura Dona Filinha, o Curso de Aprendizagem em Logística e o Coworking de Costura.
 

_DSC91871.jpg
 
costura7
costura2
costura5
costura3
costura6
costura8
costura9
costura10
DSC05769
DSC05770
DSC05772
costura1
costura4

Escola de Costura Dona Filhinha

A Escola de Costura Dona Filinha oferece, desde 2010, a jovens e adultos da região cursos profissionais de costureiro industrial e modelista industrial. O candidato precisa ter no mínimo 16 anos e, sendo adolescente, a autorização dos responsáveis, além de frequência regular à escola. Tal ação se dá em parceria com o SENAI, que não só oferece a formação, como também a certificação do curso, o que garante boa aprendizagem e melhor acesso ao mercado. O Comitê de Cidadania dos Funcionários do Banco do Brasil em Goiânia também é parceiro desta ação, a partir do empréstimo de equipamentos, como máquinas, ar condicionado, mesas para modelagem, etc.

 

O curso é muito importante, haja vista, na região de atuação da SETE, haver uma predominância de população de sexo feminino, em que se sobressaem o número de famílias chefiadas por mulheres, únicas responsáveis pelo provimento econômico de seus familiares, e que, em muitos casos, assim o conseguem mediante empregos informais e/ou ocupando postos formais de emprego com baixa qualificação e remuneração mínima, quando não estão desempregadas. Dessa forma, a SETE, busca realizar essa atividade de formação profissional e inserção no mercado de trabalho, a partir de processos e práticas educativas realizadas numa perspectiva metodológica emancipadora, atendendo sobretudo (mas não só) ao público feminino.

O curso de costureiro industrial tem a carga horária de 160 horas e conta com uma estrutura de quinze máquinas de costura retas, duas máquinas interlock, uma galoneira e aparelho de ar condicionado, com capacidade de 180 matrículas/ano. Já o curso de modelista industrial em tecidos planos tem a carga horária de 210 horas e conta com quinze mesas de modelagem, mesa e todos os utensílios de corte, aparelho de ar condicionado, com capacidade de 180 vagas por ano.

A SETE, ao longo destes últimos dez anos, foi responsável pela formação de milhares de pessoas, e têm mapeado a existência de inúmeros empreendimentos locais, liderados sobretudo por mulheres formadas na nossa instituição, como, por exemplo, o aumento considerável no número de facções de costura na região, e até mesmo a existência de algumas confecções, o que, é claro, nos enche de orgulho e esperança, embora muito chão ainda precise ser caminhado.

 

#tbt da formação da primeira turma da Escola de Costura Dona Filinha, em 2010 (Facebook)

Aprendizagem em Logística

O Curso de Aprendizagem em Logística começa no ano de 2021, atendendo a uma demanda importante de inserção dos jovens da comunidade no primeiro emprego. O candidato precisa ter no mínimo 14 anos e, sendo adolescente, a autorização dos responsáveis, além de frequência regular à escola. Tal ação se dá em parceria com o SENAI, que oferece a formação e a certificação do curso, com possibilidades de, ao final, encaminhar alunos para o primeiro emprego.

O curso assume função importantíssima, pois a demanda pela empregabilidade pelos jovens é muito alta, embora isso se dê, em geral, em empregos precários e em frontal desrespeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente. A partir do curso, o jovem recebe formação importante para inserção no mercado enquanto jovem aprendiz, garantindo, ao mesmo tempo, aprendizagem, renda e preservação dos laços escolares.

 

O curso tem carga horária de 480 horas, é oferecido cinco vezes por semana no período vespertino, totalizando seis meses de curso. Nele, aprende-se os princípios básicos da logística industrial, desde recebimento e embalagem, armazenagem, separação, expedição, distribuição e transporte. Por ser um curso voltado para o primeiro emprego, aprende-se também conteúdos para iniciação ao mundo do trabalho, como relações sócio-profissionais, saúde e segurança do trabalho, ética e cidadania, dentre outros.

 

#tbt da primeira aula da primeira turma do Curso de Aprendizagem em Logística, em 2021 (Instagram)

 

Coworking de Costura

No segundo semestre de 2021, está previsto o início de uma ação importante de geração de renda na SETE: o nosso Coworking de Costura! Realizado em parceria com o Comitê de Cidadania dos Funcionários do Banco do Brasil em Goiânia, que cederá 15 máquinas de costura para esta ação, o Coworkign prevê o empréstimo de máquinas e de toda uma estrutura de trabalho para costureiras da região que, com ele, podem produzir e gerar renda, contribuindo, ao seu turno, com a própria sustentabilidade da SETE.

Icones site_Prancheta 1.png
Icones site-04.png
Icones site-02.png
Icones site-05.png
Icones site-03.png